Blazer vermelho passo I – A arte de costurar • II

31 ago

Ontem fui para a aula de corte e costura (yeah!) e estou começando um blazer. Aliás, preciso registrar o camisão pronto, mas com o calor que está (ele é de lã), não sei quando vou conseguir usar. =P

Então, voltando ao blazer… estou um pouco “encanada” com o tecido que comprei: Eu comprei linho vermelho. Não tinha exatamente o tecido que imaginei na loja que fui, queria tecido natural (nada de sintéticos), com estampas ou bem colorido (vi um blazer laranja na zara – sem polêmicas – que fiquei apaixonada, mas é claro que não comprei, porque achei caro, rs, e iria fazer um na aula). Acabei comprando o linho, por causa do caimento e tudo mais, mas fiquei pensando: Linho é tão… antigo. Lá tinha outros tecidos, mas gostei muito da cor do linho vermelho.

Resolvi ver alguns looks com blazer vermelho, porque fiquei pensando com “OQ” eu vou usar. Acabei pesquisando um pouco mais…

Como surgiu blazer feminino (sim, eu fui a fundo no assunto, rs)

Pelo que vi sua origem foi por volta do inicio do século XIX. Era usado por um grupo Lady Margaret Boat Club (um clube de remo dos estudantes St. John’s College, em Cambridge (Inglaterra). Eles utilizavam um tipo de jaqueta (o blazer) na cor vermelha (aff sem saber hein) para terem identificação própria, sua marca!

O blazer é uma peça masculina, de alfaiataria, que foi trazida para o universo feminino por algumas super mulheres: Coco Chanel e Marlene Dietrich são as que mais inspiraram essas mudanças.

Tailleur - Chanel

 

Coco Chanel é a que mais se destaca no universo da moda, por fazer a adaptação da peça para a silhueta feminina e criar o tailleur, versão feminina do terno.

Marlene Dietrich

Marlene Dietrich, a primeira mulher a usar calças publicamente (em 1920), foi uma atriz que tornou o terno sua marca, aparecendo em filmes com o traje, antes exclusivo para os homens.

A alfaiataria, usada pela mulher, é o grande marco da história do vestuário no século XX.

Só para constar… Blazer e paletó

São diferentes!

Blazer é uma variação do paletó, uma peça versátil, que pode ser estruturado ou não e pode ter várias tipos de cortes. Além das várias opções de tecidos e combinações mais casuais.

Paletó é uma das peça que compõe o conjunto com a calça (e o colete se for mais clássico), chamado Terno ou Costume. Nesse caso, tem tom social, o tecido e a estrutura são diferentes (mas nada impede de misturar com um look casual dependendo do tecido e da estrutura).

Vamos ao MEU blazer

O meu blazer vai ser de manga comprida, com uma dobra e botão encapado com tecido xadrez, na base é um pouco mais curto (acima da linha do quadril).

Tipo esse molde:

Adaptei um pouco o molde, na manga. Mas a base é esse.

 

Primeira etapa do blazer

Ainda estou no desenho e corte do tecido. Olha só o andamento do blazer:

O linho vermelho e o xadrez que vou encapar os botões das mangas

Depois de tirar o molde no papel, eu posicionei sobre o tecido para traçar as margens do recorte

Fiz o traço da margem com giz para recortar.

Esse pontilhado é o carbono branco carretilhado no tecido. Vai ser onde vou passar a costura.

Então esse post vai continuar até eu concluir o blazer. rsrsrs Não vejo a hora de terminar logo e poder usar!!! uhhuuuu

 

5 Responses to “Blazer vermelho passo I – A arte de costurar • II”

  1. Rafaele Queiroz setembro 23, 2011 at 9:52 am #

    Ai que fofo! Vamos esperar e ver se você está costurando bem! rsrsrs

  2. Caue agosto 29, 2012 at 6:08 pm #

    Olá, gostei bastante da matéria, você conseguiria um molde de blazer masculino, To fazendo uma fantasia de piloto mas estou sem o molde né ajudaria muito!
    Obrigado sucesso

  3. Louisiane setembro 23, 2012 at 8:50 pm #

    Adorei teu jeito simples de mostrar corte e montagem.Gosto de pequenas reformas e aproveitar tecidos “vintage”.Beijo

  4. Grayce novembro 6, 2012 at 12:50 pm #

    Menina, onde está o blazer? Quero ver mulher! rs

  5. neia agosto 24, 2013 at 7:19 pm #

    Gostaria de ver a parte 2

Leave a Reply

*